Benfeitoria

Quatro amigos precisando de um espaço para trabalhar, tiveram a ideia de alugar uma casa na Floresta e abrir uma feira para vender tudo o que produziam. Hoje a casa mudou, e com o nome de Benfeitoria, o espaço é formado por cinco coletivos e oito amigos. Cada um com seus modos, seu estilo de trabalho e suas diferentes necessidades de espaço. A casa continua se abrindo para feiras, mas foi em uma tarde de sábado que esses oito incríveis amigos me receberam para um lanche, uma boa cerveja e muita história para me contar.

Deixo aqui aberto a Benfeitoria, uma casa que me fez gostar ainda mais desse projeto por me permitir conhecer pessoas tão incríveis como cada um.

Casa Aberta (1) Casa Aberta (2) Casa Aberta (3) Casa Aberta (4) Casa Aberta (5) Casa Aberta (6) Casa Aberta (7) Casa Aberta (8) Casa Aberta (9) Casa Aberta (10) Casa Aberta (11)Danilo, Débora e Jordana acreditam que o espaço é reflexo de quem o utiliza. E pensando no desejo que todo mundo carrega em ter um espaço do seu jeito, o trio decidiu criar um serviço para ajudar as pessoas a transformar seus espaços, seja um cantinho para dormir, comer, trabalhar, reunir os amigos ou tudo isso junto. Funciona assim: você senta, solta o verbo, diz o que precisa e com o que sonha – receber, convidar, alegrar, enfeitar, brincar, colorir, reunir. A missão do Verboé ajudar a deixar sua casa ou espaço de trabalho do seu jeito e com o que você pode gastar. Nem simples e nem sofisticada, nem careta e nem descolada, sua casa vai ficar a sua cara. Trabalhar em uma casa coletiva, dividindo o espaço com outras mentes criativas proporciona um ambiente muito mais favorável para pensarmos nessas soluções. A gente consegue trocar idéias, ouvir outras opiniões e experimentar fazer as coisas de um jeito diferente. Casa Aberta (12) Casa Aberta (13)Casa Aberta (14) Casa Aberta (15) Casa Aberta (16)A Paula Campos é a responsável pela Ferpa. Ela iniciou com uma oficina de tingimento de tecidos com corantes naturais e hoje trabalha também com a produção dos eventos culturais que são realizados na benfeitoria. “Temos uma feira que mostra o trabalho de criadores e produtores que funciona como um espaço de negócios diretos com quem faz, exposições de fotografias, cursos de costura e encontros para rever ou mostrar filmes, sempre com drinks e comidas especiais elaboradas por chefes amigos. A benfeitoria se tornou um espaço aberto para idéias e eu tento organizá-las.”
Casa Aberta (17) Casa Aberta (18)A Mônica Boscarino foi a responsável por me fazer chegar até a casa. Ela me mandou um email contando um pouco da história do lugar e eu logo já quis ir visitar. Ela me levou para conhecer sua sala onde me contou um pouco de tudo. “Na Anagrama, assuntos como cinema, música, artes visuais, teatro, gastronomia, turismo, saúde, bem estar, arquitetura e design estão em pauta todos os dias. E para a produção de conteúdo, para redigir releases, planejar e elaborar estratégias para o trabalho de cada um dos clientes nada melhor que um espaço onde a gente possa se sentir à vontade e que possibilite desconectar facilmente. As pausas ficam ainda mais agradáveis quando vamos para a sala ao lado para bater papo ou pedir opiniões ou quando todo mundo se reúne na mesa da Ferpa para um café. Mas se a pausa for um momento para ficar sozinho, fica muito mais gostoso quando cuidamos das plantas, mudamos alguns móveis de lugar ou deitamos na rede para deixar o pensamento e as ideias correrem soltas.” Casa Aberta (19) Casa Aberta (20) Casa Aberta (21)O João Andere e Rodrigo Greco já haviam trabalhado juntos em agências de publicidade. Muito afinados quando o assunto é branding, design gráfico e embalagens, resolveram se juntar para criar o Escritório!. A parceria começou em uma sala comercial na Savassi, e agora, três anos depois, a mudança para a Benfeitoria e integração ao coletivo acrescentou novas experiências, amizades e até intercâmbio de clientes. Também trouxe motivação extra para a dupla se dedicar a ter sua própria linha de produtos, como canecas e ímas de geladeira com referências à cultura pop e outros projetos que ainda estão saindo do papel.
Casa Aberta (22) Casa Aberta (23) Casa Aberta (24) Casa Aberta (25)O Henrique Cançado é responsável pelas luminárias da Tomada. Me contou que costuma desenvolver as peças depois que escolhe o material. “É interessante pra mim uma pessoa olhar pra luminária e reconhecer os materiais, suas propriedades, matéria prima, seu uso. Se gosto do material levo pra oficina, daí o acúmulo que da pra ver nas fotos.”
Ele ficou com um quarto da casa que transformou em oficina. E como trabalha sozinho, ter os outro sete na casa ajuda a ter uma companhia para o almoço, jogar conversa fora ou pedir uma opinião. “Vira e mexe pego ideias de alguém da casa. Mas retribuo com serviços de marceneiro, de eletricista. Sem contar com a economia de custos, e com a maior rede de pessoas que conhece cada um de nós. Casa Aberta (26) Casa Aberta (27) Casa Aberta (28) Casa Aberta (29)Nesse dia tive a alegria de ganhar do Henrique Cançado a luminária Encano, que eu já vinha namorando há um bom tempo. Ele é responsável por essa e todas as outras luminárias que estão nesse post. São todas vendidas na sua loja virtual, a Tomada.